Esta é a semana de Consagração ao Sagrado Coração de Jesus

0

Todas as Unidades Vicentinas do Brasil devem fazer nesta semana a Consagração ao Sagrado Coração de Jesus, conforme determina a Regra da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP). O ato começou na França de 1872 e se estende até os dias de hoje, sempre na primeira reunião de Conferências, Conselhos e Obras Unidades do mês de junho. A íntegra da oração está na página 268 e 269 da Regra e também é publicada ao final desta matéria.

Anualmente, esta Consagração é renovada pelos confrades e consócias, em sinal devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

Sagrado Coração de Jesus

De acordo com a Igreja, o próprio Jesus teria aparecido a Santa Margarida Maria Alacoque (freira da Ordem da Visitação), no dia 27 de dezembro de 1673. Na ocasião, o ‘Filho de Deus’ pediu à Irmã que divulgasse a devoção ao Sagrado Coração, invocando-a: “Eis o coração que tanto tem amado os homens e em recompensa não recebe da maior parte deles, senão ingratidões pelas irreverências e sacrilégios, friezas e desprezos que tem por mim nesse sacramento do Amor”. E Jesus continuou dizendo: “Prometo-te pela minha excessiva misericórdia, a todos que comungarem nas primeiras sextas de nove meses consecutivos, a graça da penitência final. Estes não morrerão em minha inimizade, nem sem receberem os sacramentos. O meu Sagrado Coração lhes será refugio seguro nessa última hora. As primeiras sextas-feiras devem ser dias de reparação pela frieza, desprezo e sacrilégios, que muitas vezes sofreu na Eucaristia, por parte dos maus cristãos e dos que não acreditam em Jesus Cristo”.

Nessas aparições, Jesus deixou 12 promessas aos seguidores do Sagrado Coração de Jesus:

1-  Dar-lhes-ei todas as graças necessárias ao seu estado de vida.

2-  Estabelecerei a paz nas famílias.

3-  Abençoarei os lares onde for exposta e honrada a imagem do meu Sagrado Coração.

4-  Hei de consolá-los  em todas as dificuldades.

5-  Serei o seu refúgio durante a vida, e em especial durante a morte.

6-  Derramarei bênçãos abundantes sobre seus empreendimentos.

7-  Os pecadores encontrarão no meu Sagrado Coração uma fonte e um oceano sem fim de misericórdia.

8-  As almas tíbias (tímidas e vacilantes na fé) tornar-se-ão fervorosas.

9-  As almas fervorosas ascenderão rapidamente a um estado de grande perfeição.

10- Darei aos sacerdotes o poder de tocar nos corações mais empedernidos.

11- Aqueles que propagarem esta devoção terão os seus nomes escritos no meu Sagrado Coração, e dele nunca serão apagados.

12- Prometo-vos, no excesso da misericórdia do meu Coração, que o meu Amor Todo Poderoso, concederá, a todos aqueles que comungarem na primeira sexta-feira de nove meses seguidos, a graça da penitência final; não morrerão no meu desagrado, nem sem receberem os Sacramentos. O meu divino Coração será o seu refúgio de salvação nesse derradeiro momento.

CONSAGRAÇÃO AO SAGRADO CORAÇÃO DA SSVP

Clementíssimo Jesus, que, por misericordioso desígnio, Vos dignastes abrir o Vosso dulcíssimo Coração aos homens, para os salvardes e enriquecerdes com inefáveis tesouros de amor que encerra, a Vossos pés vêm hoje os membros das Conferências de São Vicente de Paulo consagrar-se inteiramente a esse divino e amantíssimo coração.

Reconhecemos que este oceano infinito de Caridade é a origem e fonte de todas as graças e de todos os benefícios que a nossa Sociedade tem operado no mundo. E, querendo agora que tudo volte ao seu princípio, nós Vos consagramos, com pleníssima e irrevogável doação, as nossas pessoas com todas as faculdades e com todas as operações de sua atividade. Não só reconhecemos, acatamos e adoramos o Vosso supremo domínio e os inauferíveis direitos que tendes sobre os indivíduos e as nações, mas queremos viver para dilatar na terra o Vosso reinado de caridade, união e paz.

Por isso, Vos consagramos também as nossas famílias com todos os seus membros, os nossos trabalhos, obras, bens e empreendimentos.

Reinai em nossos corações com a Vossa graça, em nossas famílias com a Vossa paz e amor, e no seio da sociedade com a Vossa autoridade soberana e com a observância plena dos Vossos mandamentos.

Nós Vos consagramos, de modo especial, os Pobres que visitamos e constituem, para nós, outra família adotiva que Vós nos doastes.

Abençoai-os a eles, Senhor, dando-lhes resignação, fé, confiança e amor nos sofrimentos; e abençoai-nos, concedendo-nos entranhas de fraterna caridade para com eles. Para cumprir a Vossa lei e imitar o Vosso exemplo, não só procuraremos amá-los como a nós mesmos, mas veremos sempre neles, com os olhos da fé, a Vossa Adorável Pessoa, pois, num excesso de misericórdia, tomais como feito a Vós quanto por eles fizermos.

Dedicamos e consagramos à Vossa Pessoa Divina e ao Vosso Sacratíssimo Coração à Sociedade de São Vicente de Paulo, com todos os seus Conselhos, todas as Conferências e todas as Obras Assistenciais.

Dignai-Vos, dulcíssimo Jesus, aceitar benigno esta nossa oblação e resolução e recebei-nos dentro do Vosso amantíssimo e Divino Coração, que será sempre a nossa perpétua morada, a fim de que, vivendo sempre em perfeita união convosco na terra, mereçamos, na hora do passamento, ouvir de Vossos lábios divinos: “Vinde, benditos de meu Pai, possuí o reino que vos está preparado desde o princípio do mundo.

Fonte: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

Deixe uma resposta