Família Vicentina emite carta repúdio ao descaso com os Pobres

0
Participantes do Encontro Nacional da Família Vicentina

A primeira ação concreta do Encontro Nacional da Família Vicentina, realizado entre 14 e 18 de junho no Centro de Formação de Líderes da Arquidiocese de Salvador, é uma carta aberta dirigida a toda sociedade, em que repudia o descaso com os pobres, a corrupção e outras mazelas sociais.

Baixe aqui a carta em PDF

Confira a íntegra do texto a seguir:

Carta aberta da Família Vicentina

“Eu era estrangeiro e me acolhestes” (Mt. 35)

A Família Vicentina nacional, reunida no Centro de Formação de Líderes da Arquidiocese de Salvador entre 14 e 18 de junho, denuncia o descaso pelo qual vem sendo tratadas as pessoas em situação de vulnerabilidade social. Esta carta é um repúdio e clamor para que medidas urgentes sejam tomadas voltadas para assegurarem os direitos dos pobres.

São inaceitáveis as condições em que vivem milhares de famílias vítimas do descaso público. A corrupção, ato covarde que muito contribui para essa situação, oprime os pobres e impede a justiça. Esse latrocínio social colocará em 2017 mais 3,6 milhões de pessoas em situação de extrema pobreza.

Os golpes contra os pobres acentuam-se: reformas da previdência e nos direitos trabalhistas, da forma como propostas, colocam em risco o pão e a vida dos desfavorecidos.

Estamos ao lado dos pobres. Não aceitamos a falta de acesso aos Direitos Básicos, a ineficiência da saúde e da educação públicas, as drogas, o desemprego, a prostituição, a falta de moradia, a falta de terra, o caos do sistema penitenciário e o descaso com os estrangeiros.

A Família Vicentina, por meio da colaboração, do envolvimento mútuo, da missionariedade que lhe caracteriza e do temor a Deus, está comprometida em contribuir para alterar essa realidade. Apenas por meio de uma profunda mudança sistêmica, capaz de transformar mentalidades, conseguiremos promover a justiça e proteger o nosso povo das explorações que envergonham nosso país.

Manteremos nossa caminhada junto aos pobres e ao lado deles teremos sempre uma postura profética para construir um mundo melhor e dar testemunho cristão do apostolado da Igreja.

A impunidade precisa acabar! Os pobres clamam!

Salvador, 18 de junho de 2017.

Associação da Medalha Milagrosa (AMM)

Associação Internacional de Caridades (AIC)

Companhia das Filhas da Caridade (FC)

Congregação da Missão (CM)

Congregação Filhas de Maria, Servas da Caridade

Fráteres da Mãe de Misericórdia (FMM)

Juventude Mariana Vicentina (JMV)

Missionários Leigos Vicentinos (Misevi)

Religiosos de São Vicente de Paulo (RSV)

Serva dos Pobres de Gysegen (ISVPSPG)

Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP)

Comente pelo Facebook

Deixe uma resposta