Aniversário de 145 anos da primeira Conferência no Brasil: desafio é o recrutamento

0
Membros da Conferência São José Primaz

 

Quinta-feira, 19h. Na Basílica de Santa Terezinha, bairro da Tijuca (zona Norte carioca), quatro vicentinos fazem as orações regulamentares da Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), a leitura espiritual, tratam sobre assuntos relacionados às famílias pobres, leem a ata e terminam, assim como começaram, em clima de oração. Este é um ritual comum de qualquer Conferência do país. O que difere a reunião do Rio de Janeiro com as demais é que os membros além do compromisso com as pessoas em situação de vulnerabilidade social, têm um importante desafio: eles precisam garantir que a Conferência São José nunca acabe, porque ela é o início da história da SSVP em solos brasileiros.

Em 4 de agosto de 1872, há exatos 145 anos, era fundada a Conferência São José no Rio Janeiro pelos confrades Pedro Fortes Marcondes Jobim, Antonio Secioso Moreira de Sá e Francisco Lemos de Faria Coutinho, conhecido como Conde de Aljesur. O ‘Conde’ também havia criado a SSVP em Portugal e tornou-se o primeiro presidente da Conferência São José.

Com os anos, a Conferência se renovou. Em épocas áureas, na década de 90, chegou a ter 200 membros. Hoje, a realidade é bem diferente. Apenas quatro vicentinos garantem a continuação da ‘São José’. Para a presidente da Unidade Vicentina, consócia Deise Celeste Braga Iriarte, é o amor pela SSVP que faz com que os membros não desistam do trabalho. “Infelizmente não temos quantidade, mas qualidade. Todos os quatro membros são apaixonados pela causa. Um dos nossos confrades, o senhor Emanuel, por exemplo, teve encefalia (inflamação no cérebro). Ele precisa ir acompanhado pela esposa, só que não perde as reuniões. Há 30 anos, o pai dele era presidente da Conferência e pediu que Emanuel nunca deixasse ela acabar. Agora, a gente percebe que a Conferência é a vida do confrade”.

RECRUTAMENTO

Segundo a presidente, os membros têm trabalhado em prol do recrutamento para garantir a renovação da Conferência. Divulgações são feitas em Celebrações Eucarísticas e por meio de panfletagem.

Amanhã (5) também haverá uma ‘Missa das Cinco Intenções’ pelo aniversário de 145 anos, a partir das 16h, na Basílica de Santa Terezinha. Outra oportunidade que os vicentinos querem aproveitar para explicar à comunidade sobre o trabalho da SSVP.

Deise convida os cariocas a ingressarem na Conferência. “Precisamos de pessoas dispostas, que queiram se unir à nossa rede de caridade. Todas elas são muito bem-vindas”.

ASSISTÊNCIA

A Conferência São José atende hoje duas famílias. Uma delas mora na Vila Mimosa, região conhecida pela intensa exploração sexual (prostituição). A consócia Deise conta que além de acompanhar os dois assistidos, os vicentinos também doam cestas e prestam outros auxílios às pessoas que os pedem.

PROJETOS

O sonho de Deise é que a Conferência consiga construir uma capela e ter o espaço para registrar o início da SSVP no país.

Hoje, o grupo tem como assessora Espiritual a Irmã Jeane, que é Filha Caridade.

FONTE: Redação do SSVPBRASIL

Comente pelo Facebook

Deixe uma resposta